31 May, 2008

Situações estranhas... última parte (por enquanto).




Fotografia daquele que me dá volta à cabeça :-)

(gosta particularmente desta posição para dormir...)



até que na semana passada algo de muito estranho aconteceu e nem a dona, depois de 8 anos de convivência exclusiva conseguiu explicar...

a semana passada fiquei em casa a trabalhar.
Isto geralmente acontece por duas razões: ou preciso de ler ou preciso de escrever (cientificamente, claro) e como sou preguiçosa para as duas (então para escrever nem se fala), e precisava de fazer as duas fiquei em casa a trabalhar (o que vcs não sabem é o quanto foi extenuante a semana, dava outro artigo!). Nessa semana, ela - a dona do cão - saiu sempre muito cedo e chegava tarde. O cão ficou o dia todo aqui em casa, restringido ao hall, à WC e ao quarto dela ( a sala comum é local proibido pq o bébé apanhou uma pulga.... onde está o pequenito não está a espécie canina).

No 1º dia, assim que me levantei e abri a porta do quarto dou com ele deitado mesmo à minha porta, levantou-se de imediato e entrou no meu quarto para lá ficar o dia inteiro. Não saiu nem por nada, a não ser que me demorasse mais 'do que o normal' e ele lá então aparecia para depois me seguir como se eu fosse o seu mais fiel amigo (inversão de papéis).
Até lhe arranjei uma toalhinha comprida e felpuda para ele estar mais confortável e não deitado directamente no chão (que é de madeira).
E lá ficou comigo o dia inteiro. Sempre enroscado ao pé de mim e ele que não é de saltar, apanhou-me com o computador fora do colo e saltou para lá e enroscou-se. Adormecemos os dois enquanto eu lhe fazia festas no dorso, uma terapia altamente relaxante! :-)
Até que... chegou a dona e ele correu para a porta do meu quarto e pôs-se aos saltos atrás de porta e quando eu a abri ele saiu disparado a correr para ela e eu.... fiquei triste.... entao este *#&^$(*@ passou o dia inteiro a dar-me mel, todo deprimido e triste e eu de volta dele toda sentimental.... e assim que ela chega ele voa....?!?! TRAIDOR!!
:-D
Até ao outro dia nao me ligou nenhuma, fiquei zangada!!!
Ai é??? já te vou ensinar como se escreve o meu nome..... nao gosto de espécies mal agradecidas, principalmente a vossa que sabe dar o verdadeiro valor à atenção!

No dia seguinte a mesma coisa, assim que ela se foi embora voltou-se para mim. Nao lhe abri a porta. Começou a empurrar a porta com a cabeca, mas ela estava bem fechada. Entao resolveu aplicar outra técnica: raspar com as patas na porta e ganir baixinho. Ora fazia na minha porta ora na da sala grande. Nenhuma se abriu até que precisei mesmo sair do quarto e ... voilá... ele entrou directo lá para dentro!
resolvi dar-lhe uma 2a oportunidade, mas desta vez nada de colos com massagens no dorso. Assim que ela chegou..... ele até ladrou! (coisa raríssima)... e lá foi ele a escorregar pelo soalho de tanta excitação.
E resolvi terminar com aquilo.... nos dias seguintes até ao final da semana, no qual ela o levou de fsm, mal ela saía ele punha-se a raspar nas portas e a ganir e nao tive outro remédio senao diagnosticar o caso: estás com uma depressão! e com o apoio do resto do pessoal na casa pois já ninguém aguentava vê-lo daquela maneira e porque nunca o tinham visto assim.... às vezes penso que é falta de uma namorada, falta-lhe uma cadela, os cães tambem têm estas necessidades.... lá falámos com ela e explicamos a situação, afinal o cão é dela, responsabilidade dela (os americanos tem definições muito estranhas da palavra "responsabilidade") e eu já não aguentava o raspar na porta seguido de ganidos dele e além disso o meu quarto estava todo sujo de folhas mortas, areia e sei lá mais o que que o cao trazia ou arrastava com a cauda!
Podem agora ter uma ideia do que é que um cão suja.... agora imaginem o que será não limpar, ou melhor, muito, muito tempo sem limpar!

E pronto, agora ele vai tomar aqueles remédios naturais (decisão dela para acabar com o problema) para tratar a ansiedade e depressão, exclusivamente para 'pets' . Sim, porque aqui ha' de tudo para os animais de estimação, tudo o que vcs podem imaginar e aquilo que não cabe na vossa imaginação também!

E para a despedida, hoje faço-a à moda do Juju:

See you later, alligator! ;-)

No comments: