30 September, 2008

O regresso a Seattle. Parte I

A viagem correu bem, ainda apanhámos alguma turbulência, principalmente a chegar ao destino, pois em Seattle o tempo estava mau: vento e chuva forte! :-(
Adeus meus deliciosos 30ºC! Vou ter saudades, muitas saudades!

Mas não pensei que não tinha saudades de Seattle, tinha sim! e muitas também!
Aqui existem coisas únicas, por isso é que gosto de estar cá ;-)

Desta vez viajei pela BA, pois era a companhia aérea que tinha os vôos internacionais mais baratos, as companhias aéreas americanas aumentaram e muito os preços, fora a taxa de $15 por cada mala adicional que levarmos, pois para TODOS os vôos agora só é permitida 1 mala.
Não sei como é a comida da BA nos voos de pequenos curso, mas é muito boa (!!) nos vôos de longo curso.
Como eles são um bocado chatos, ou melhor, um pouco mais rígidos, em relação ao peso das malas, enviei algumas coisas por correio e assim garanti que corresse tudo bem com as minhas malas.
Fiz escala em Londres, Heathrow, e ficámos um pouco mais de 1h à espera para voarmos para Seattle, devido a uma avaria no avião.

Viajei, como sempre, sentada no banco que dá para o corredor, numa viagem com muitos adolescentes, e calhou um British mesmo ao meu lado, com aquele sotaque que me deixa perdida de riso. Gosto mesmo do sotaque britânico! :-)

Vi imensos filmes :-) e mais uma vez pude rir-me com o Só Por Cima Do Meu Cadáver com a Eva e outro que também recomendo, é uma comédia, Guess Who com o Bernie Mac (que entretanto faleceu) e o Ashton Kutcher, namorado da Demi Moore. Já vi este filme tantas vezes (tenho em dvd) que sei os diálogos de cor, credooo!

Nestas viagens internacionais, dão sempre 2 documentos para preenchermos e entregarmos juntamente com os outros que levamos nos Servços de Imigração na 1ª cidade americana em que aterramos.
Desta vez apresentei tudo em Seattle, pois viajei de Londres para Seattle.
Estes documentos são uma declaração da alfândega onde declaramos o que trazemos na bagagem e qual é o motivo da nossa visita aos states e a declaração I94, verde para aqueles que não têm o visto (exemplo: os turistas) e branca para os que têm visto.

A entrevista com o senhor dos S. de Imigração correu bem e foi bastante rápida, em comparação com as anteriores, e o senhor até foi bem simpático o que fez com que eu reagisse bem a exclamação que geralmente fazem: Are studying clouds? :-) I never met anyone that was studying clouds! :-)
Quando não estou muito cansada da viagem (o cansaço altera substancialmente o meu humor), dou sempre muita conversa quando eles fazem este comentário. Quando estou cansada e eles não são simpáticos, só me sai um Yeah...! :-D

O problema surgiu depois de ter recolhido a minha bagagem.

Mas continua na parte II que isto já vai longo :-)

inté! :**

As férias 08 - parte II

Comecem por ler a parte I (aqui) .


A outra situação interessante acontece pouco tempo depois, também depois de uma ida ao WC.

O avião ia todo à escuras, só os ecrãs das tv's atrás dos bancos ligados e poucos, porque a maioria das pessoas dormia (que inveja!) e a luz dentro da WC era bem forte, o que fazia com que assim que deixassem a casa-de-banho, os nossos olhos tivessem alguma dificuldade a ver no escuro (eu tenho bastante, neste tipo de situações), e os olhos demoram um tempo a conseguir focar novamente, num ambiente sem luz.
Foi isso que aconteceu a um vizinho meu de banco! :-D coitado do senhor!
Eu a ver um filme, e de repente apercebo-me que o senhor andava para a frente e para trás, a olhar para os bancos... percebi imediatamente o que estava a acontecer. Ele já estava com um ar preocupado, do tipo: Estou maluco! não consigo encontrar o meu banco!

Ele estava sentado atrás de mim. na outra fila de cadeiras, viajava com a mulher e a filha, ele ia sentado no meio e ambas dormiam ferradas!
Eu levantei a mão, para ele me ver, e disse-lhe: ali, apontando !
Respirou aliviado, riu-se bastante e agradeceu.

É uma situação muito esquisita, fica-se meio tonto. :-)

Levei o vôo todo a ver filmes cómicos e chorei a rir (literalmente) com o filme Só por Cima do Meu Cádaver, com a Eva Longoria Parker, a toda boazona das Desperate Housewives, em que ela faz de morta. Vale a pena se quiserem ter um serão relaxado, naqueles dias de Domingo cinzentos e com chuva, em que o nosso humor não está lá grande coisa.

1h antes de termos aterrado, serviram-nos o pequeno-almoço, o que foi bom, para o corpo se adaptar ao novo ritmo, e assim que aterrámos, depois do comandante ter falado em inglês a dizer Welcome to Lisbon, podemos ouvir o assistente do vôo dizer, em brasileiro:
Bem-vindos à MADEIRA!
hehehehehe
Olhámos todos uns para os outros, eu fiquei com a certeza de que ele queria era ir para a Madeira :-D, mas depois pediu desculpa, dizendo qq coisa do género, desculpem, queria dizer Lisboa!

A fila para o controlo do passaparte, para quem não pertence ao Espaço Europeu, tinha kms, a minha ate' foi rápida.
As malas também chegaram rapidamente e um delas vinha bem fria, o que me deixou com a pulga atras da orelha.

Quando cheguei a casa e abri as malas, a minha curiosidade estava toda virada para a mala que vinha fria, era a maior e a que vinha com excesso de peso:-). Mal a abri, percebi logo o que tinha acontecido: a mala tinha sido aberta e inspeccionada! para confirmar, lá estava o papelinho da inspecção.
Raios! pensei eu, e os chocolates e os 2 frascos de Maple Syrup que trouxe?
Comecei a tirar a roupa, pois tudo o que trazia estava embrulhado na roupa, por causa dos impactos, pois eu já sabia de antemão que eles tratam muito mal a nossa bagagem, e qual não é o meu espanto quando dou com um dos frascos de Maple Syrup, ambos embrulhados naquele plástico de bolhinhas (que depois adoro rebentar com os dedos e ouvir os estalidos!), com um selo autocolante da inspeccção americana, do departamento de agricultura (acho, não tenho a certeza, não tenho uma foto para vos mostrar), em volta do comprimento da garrafa!
Era o Maple Syrup do Ruca!
Eu fiquei mt surpreendida, e ele ficou ainda mais! Só dizia: eu nem devia tirar isto, devia ficar assim para recordação!

Não pensei mais no assunto, mas depois do que aconteceu na viagem de regresso :-) começo seriamente a colocar a hipótese de que entrei para a lista negra de passageiros que levam coisas 'ilegais' na bagagem, ou muito me engano, ou nas próximas viagens que fizer, para fora do país, as minhas malas vão voltar a ser inspeccionadas. A ver vamos!


Já volto para contar como foi a viagem de regresso!

Um beijo :-}*

29 September, 2008

As férias 08 - parte I


** [ir ao Cantinho das Recordacoes, coluna da direita, para ver as fotos, estao comentadas! ]



Em PT estive mesmo de férias.
Alienei-me completamente da minha realidade aqui, da realidade americana, e soube-me BEM! Soube-me tão bem que tive pena de voltar :-)


A viagem para PT correu relativamente bem.
Fiz escala em Newark, pois viajei com a Continental.
Levava 3 malas, 1 comigo e 2 no porão. Graças a Deus que os vôos internacionais têm esta benesse, de podermos levar 2 malas no porão, pois eu ia trabalhar e levei muitos apontamentos, artigos, e livros cmg :-). Fui bem carregada!
Uma das malas tinha peso a mais, a mais do que o permitido, mas a senhora que me atendeu foi uma querida e fechou os olhos ao excesso de peso, que eram só 2 lbs.
Viagem sem turbulência e a mais cómica foi mesmo a que envolveu o trajecto Newark-Lisboa, pois foi uma viagem de noite (aterrámos em Lisboa as 7h50m, com mais de 30 min de avanço), e o avião ia mesmo às escuras, só com umas luzes de presença e por causa disso ocorreram algumas situações caricatas.

Em Newark embarcaram muitos portugueses, nota-se também a diferença entre nós e os americanos, nós andamos cheios de Marcas da cabeça aos pés! Isto não é um crítica, é uma observação e um facto, nós somos mesmo assim, damos muita importância às marcas e queremos fazer ver que os imigrantes deram-se bem lá fora, isto também é um facto. Não me levem a mal, mas é assim mesmo.


Só para vos dar um exemplo:
Uns meses depois de ter chegado cá, ainda em 2006, estava eu no Whole Foods, na parte da comida self-service, que fica perto da secção da Bakery :-) e enquanto eu atravessava esta secção paro momentaneamente (estava muito a gente a circular nesta parte, como é costume) atrás de um rapaz que tinha um blusão azul escuro vestido. Olho para o blusão, o rapaz era mais alto que eu e vejo QM. Ora QM em Português significa Quebra-Mar e fez-se luz: Estava parada atrás de um português, legítimo! :-))) e como tive a certeza disso? porque ele abriu a boca, e em voz alta, pergunta a uma rapariga : Olha lá, podemos provar desta comida sem pagar? .... (foi assim mesmo!)
Pronto, mais palavras para quê? :-D :-D

Voltando à viagem: e os portugueses falam pouco, são curtos nas respostas.
De tantas viagem que fiz, foram poucas as pessoas com quem pude falar, trocar impressões e ouvir histórias durante uma viagem. Vamos tantos horas juntos, às vezes falar aliviar a pressão e a tensão que sentimos, sentimo-nos mais apoiados e a viagem parece que passa mais rapidamente. Principalmente para aqueles que raramente dormem, como eu. :-)

Os americanos têm outra abordagem. Muito mais habituados a viajar, estão sempre bem dispostos e não têm qualquer problema em falar com 'desconhecidos', e aqui vai mais um exemplo do que aconteceu nesta viagem: Resolvo levantar-me para ir ao WC, não havia fila, mas estavam ocupadas. Poucos segundos de lá ter chegado, chega um senhor dos seus 50 anos de idade, com bastante boa aparência. Ri-se para mim e diz qualquer coisa sobre a fila ser pequena, só estarmos ele e eu, ao que eu respondo que éramos uns sortudos. E ele pergunta-me logo a seguir se eu tinha visto o fogo-de-artíficio -
viajei no dia 4 de Julho, feriado grande nos EUA, dia dos barbecues nos jardins, da família e amigos se reunirem para celebrar e dos famosos fireworks ao cair da noite em todas as cidades! -
ao que eu respondo que não, pois já vinha a viajar desde manhã, de Seattle, e que não tinah conseguido ver, e ele, Não, nao! quando íamos a sobrevoar Boston, logo depois de termos levantado vôo, o fogo-de-artíficio viu-se da janela! tão bonito! ao que eu só pude responder, imaginando o que seria assistir a um fogo-de-artíficio visto de cima, que ele era mesmo sortudo!

O que importa realçar aqui é que ele falava com um grande à-vontade, o que me deixou muito à vontade. :-)


A 2ª parte deste post segue dentro de momentos, por ele já vai longo e depois eu não tenho paciência para o ler!


inté ;-)

Yes! We're open :-)

Yes, We're Open é o que se pode ver escrito numas pequenas tabuletas à porta das coffeeshops e das pequenas groceries stores (mercearias), às vezes em letras laranja em fundo preto, outras vezes em luzes néon
[prometo tirar um foto e colocar aqui, por enquanto fica esta da Betty ;-) ].

Mas isto para dizer: Sim, estou de volta!
FI-NAL-MEN-TE! :-))

Onde te meteste, rapariga?? tenho saudades de te ler, de saber de ti!

comecei a escrever este artigo, 1 mês depois de ter cá chegado, no dia 20 de Agosto (que também teve muitas peripécias, pois claro!) mas só agora vai para o ar, pois só agora o estou a terminar, este e outros :-)

Realmente a minha estadia em PT foi para férias e um mês e meio quase não deu para nada, acho que foi o facto de ter estado fora tanto tempo. Muitas coisas para resolver e cuidar, e as 2 primeiras semanas foram a trabalhar, o que introduziu algum perturbação também. Mas sim, pude tirar uns belos dias de praia e isso foi altamente relaxante! Estava bem muito precisada de ver gente normal e limpa :-), principalmente limpa e com algum gosto em se vestir :-), um pouco esquecer a realidade que tenho aqui.
E é mesmo aqui que está a minha realidade, percebi isso mal voltei, com o meu boss de novo em Seattle (ele esteve o ano passado de licença sabática na Suiça) o panorama mudou completamente de figura, para o extremo oposto!

O facto de ter outro horário não ajuda nada, pois quando voltei aproveitei o facto de o jet lag me ter colocado a levantar entre as 6h00 e as 6h30 da manhã, sem despertador, e aguentar o dia inteiro feliz da vida, bem-disposta, sem abrir a boca uma única vez durante o dia (!!!) e estar completamente K.O. por volta das 21h30m :-), e continuei com este ritmo.
Já não consigo levantar-me sem despertador :-), mas às 8h30m da manhã estou na universidade para trabalhar, ou melhor, como é cedo, aproveito e respondo aos emails mais urgentes e envio emails de trabalho, depois é que começo mesmo, mais ou menos 1h depois. Tenho que dar tempo para o meu cérebro acordar hehehehehe.
O único senão é que por voltas das 22h começo a sentir-me mesmo exausta, geralmente deito-me entre 30 min e 1h depois e durmo ferrada.
Até estou a ter alguns problemas para encaixar as aulas de Tango, que são sempre à noite, neste meu novo horário, então as práticas de Tango que duram até depois da meia-noite, essas nem se falam!
Para quem era uma madrugadora muito tardia :-) e se deitava depois das 2 da manhã, esta foi uma mudança e peras!

Além disso :-(, o meu portátil tem a placa de rede avariada, logo não posso aceder à net em casa, como era costume, e era onde eu escrevia para o blog e respondia aos emails do pessoal, e não posso fazer isso na univ., pois se faço não trabalho e se não trabalho fico com a consciência bem pesada :-), cheia de remorsos, e depois lá vêm as reuniões semanais para discutir os resultados que eu deveria ter conseguido obter e... podem imaginar o que aconteceria se eu não tivesse os ditos resultados. Eu nem quero imaginar! :-)
também ainda não consegui encontrar tempo para ir pôr o portátil a arranjar.... :-S

TEMPO é o bem mais escasso de hoje em dia! Toda a gente sente/tem falta dele!

Tive que tirar um dia, o dia de hoje, Domingo, para escrever e fazer algumas actualizações no blog.
Tenho tanta coisa para vos contar!! Vcs nem imaginam!
E só coisas BOAS! Muito BOAS mesmo! hehehehehe

Em relação ao blog - a coluna do lado direito vai sofrer algumas modificações.
Vão aparecer os meus Cantinhos, onde terão acesso aos meus álbuns de fotografias, usem-nas com respeito pelo autora das mesmas quando fizerem o download das fotos, aos artigos publicados (esse já está), a outros Cantinhos onde colocarei os Links que mudaram a minha vida :-), os quais leio e CONFIO, que me trouxeram muita e variada informação que considero muito útil para partilhar com todos vós.

Agora vou, escrever o próximo 'post'.

Um beijo e até já :-}*