31 December, 2009

Happy 2010 & All I want for Christmas is YOU !! :)

[ Although this post was in Drafts folder since mid December 2009 - the trip back to Portugal knocked me out completely, it's posted today, 2h after the New Year, in Lisbon-Portugal!]




HAPPY 2010 EVERYONE!!! :)



My Best wishes to ALL of you guys and girls, my friends and everyone else :), my blog fans and non-fans :), let's make of 2010 a great year, filled up with Health, Peace, Joy, Happiness, Brightness and fulfilling relationships, finding what we really want to achieve and what we really want for our lives, giving hands and helping each other to reach out our goals and dreams.
Let's do it!!

(cliquem no 'Read more')


19 December, 2009

My Farewell Lunch :)


[this post will be written like a page of my personal diary, full of personal notes, which I dedicate to all my friends, everywhere :) ]





It happened on Dec 5th, Saturday.

For some reason that my logical rational mind does not understand I feel this urge to write about the meaning of this farewell get-together.

Tamara, in my last spiritual session with her told me: "you have grown so much in the past few years, you should write down on a list what was that growth about, what was the change." For instants, I thought that she was reading my mind. I thought several times in writing down these things, like you write your precious events, positive or negative ones, doesn't matter, but I never ended up doing it because I lack vocabulary. What I feel is so intense and big, just one word comes up to my mind immediately: expansion. And void again returns and I just feel. And I can't describe it, I have no words to do it.

Aj, my tango friend, with whom I danced so many songs and improved my Tango skills so much, was the 1st one to kick off me in the direction of a farewell get-together.

Despite the fact that I'm very good to support others and in helping them moving forward, this is one of my best qualities (I remember once, back in Evora, with another friend, it was his birthday, I asked him why wouldn't set up a dinner with his closest friends for that night, to celebrate. At first he didn't like the idea that much and fought it, but I put so much enthusiasm on it that he ended up making the calls to his friends and we all had dinner that night to celebrate his birthday: within a few hours he was able to put together more than 14 people, all of them very meaningful in his life - this is the power of our will!), I'm not so good in doing the same for me. I need some time to digest the idea.

But somehow, instead of fighting it, I actually liked it, and in secret I started to plan it. And I admired my friend Aj for that impulse.
I started to talk with other friends and I noticed that all of them are reacting with a lot of enthusiasm, so I was getting stronger and stronger in my will. I'm gonna do it.

December is not a good month to schedule anything, but I didn't have other choice, fortunately most of the people that I would love their presence there were able to make it. And that meant a lot to me.
It went by very fast and somehow this get together started to feel like a real good-bye, like it's over. I have no idea why these thoughts were popping up in my head all the time, but they drove me in to tears several times. I had to do a hard work to calm down myself.


I think a lot, and when I say a lot, I mean it.
But in the past few years I strove to maintain a healthy thinking process, something that actually can help me moving forward and clarifying situations instead of driving me nuts or in to more confusion.
I think to digest. I put myself in to other people shoes to try to understand their actions and attitudes towards me, either positive or negative ones. But more negative ones.



09 December, 2009

A sort of Pecan Pie :) / Tarte de Nozes Pecan


[A versao em Portugues esta' mais em baixo, descam com o rato :) ]









After baking so many (vegan) Pumpkin pies in the last few weeks, I'd decided to take a break and try to bake other pies and of course, improving my (not-so-wonderful) baking skills :).
Pecan pie was always in my thoughts but I hadn't found yet a recipe that had caught my eye until I came across with this one from Ricki.
I was exploring my options for a Vegan Thanksgiving Menu, browsing my favorite vegan food blogs when I saw the recipe for a Chocolate Pecan Pie and I immediately thought: "hmmmm... that must be interesting, I have to try it".
I was totally convinced after reading the ingredients to make the crust: the recipe calls for coconut oil, so so so healthy for us, in its solid state (below 26C the oil becomes solid and white, like a paste)! It was the 1st recipe for a pie crust that I've seen calling for coconut oil and I soon started to wonder about coconut oil being the healthier substitute for butter, whether if you are using vegan butter or not.

Read here a little bit more about the healthy benefits of virgin coconut oil to help you dissipate all those dark clouds (called doubts) above your head :)

08 December, 2009

Pumpkin Pie...again and again! Tarte de Abobora Picante :) mais uma vez!

[scroll down to read some short comments in English]



Nao 'e a primeira vez que escrevo sobre Pumpkin Pies ou Tarte de Abobora com Especiarias, mas este ano, por ser o 'ultimo, teve um sabor diferente.
Desde que comecou a 'epoca das aboboras, no inicio de Outubro, em preparacao para o Halloween, que o forno la' de casa nao para (ate' hoje 'a noite, pois amanha seguem os 'ultimos caixotes para Lisboa, com os meus utensilios de cozinha e acabou-se, temporariamente, as minhas aventuras culinarias...sniff). Perdi a conta, literalmente, de quantas tartes de abobora fiz!
A receita 'e sempre a mesma, tirada do blogue A Lucid Spoon Ful, que infelizmente ja' nao esta' acessivel ao publico, so' por convite, no Outono de 2007, e ainda continuo a trabalhar nela, dado que o tamanho da abobora utilizada na receita publicada nao 'e explicito, o que quer dizer que, da 1a vez que fiz ficou pudim de abobora com especiarias! LOL
Da 2a vez que fiz falhou a base (mas o recheio foi todo comido!), tenho que treinar mais bases e foi com este objectivo que fiz muitas este ano, finalmente arranjei uma boa base para receber este recheio delicioso de abobora cozida com especiarias!

Deixo-vos umas fotos :)


Antes de entrar no forno/ Unbaked :)



Depois de sair do forno / Baked:




Um beijo gelado de 30F! :}**



--------
[English version]



I don't quite remember how many times I wrote about Pumpkin Pie in this blog (I have to search on my Posts list which is not accessible to me while I'm writing this post and I'm kind in a hurry right now), just because I LOVE Pumpkin Pie, I LOVE its VEGAN version, it's so healthy and so easy to make!
This year is my last year here, truth to be written :) these are my last weeks here, so this year is special, everything seems to have a greater importance and I have been baking more than ever!
Since the harvest season started, in the beginning of October, announcing the Halloween for later on, that my oven did not stop working (more precisely until tonight, tomorrow my last boxes, containing my kitchen utensils, will be shipped to Lisbon and no more cooking experiences until Christmas...sniff), I lost the account of how many pumpkin pies I baked!
I always use the same recipe, that I saw a couple of years ago, in a blog that it's not accessible to the public anymore: A Lucid Spoon Ful, and I'm still working on it: the quantity of pumpkin used in this recipe is not quite well explained ("use a small pumpkin" it says), meaning that the 1st time I baked this recipe I got a pudding instead of a pie! LOL
My 2nd time was much better, more solid, but the crust was not good at all, so I thought I should continuing work on it. :) And with this goal in my mind, I baked many pies this year and I found out a crust recipe entirely approved by my taste buds!

Scroll up to see some pictures of my baking experiences.:)

See you in the next one: more baking, after all is Pie season!

Stay warm in these cold days (30F outside!) :}**

07 December, 2009

O frio esta' de volta! / The cold is back!


(tirada daqui)


(tirada daqui)

It's freaking cold!!!!!
que 'e como quem diz: Esta' um frio do caracas! ou esta' buedaaaa frio!
Ha' uns dias que andamos com umas temperaturas baixas, mas este fsm foi intenso (a lareira fartou-se de trabalhar no Domingo!) e hoje entao, de manha, estava demais! Eram 11h30m e estavam 29F, que sao -1.7 C e para esta noite estao previsto 22F, que andam 'a volta dos -6C!
caramba!!
Hoje, durante o dia, o termometro subiu aos 33F, um pouco acima dos 0C, mas sao 16h37 m e estamos nos negativos outra vez.
Ainda vao ser mais uns dias desta 'fria agitacao' e eu, que me lembro de me terem dito, logo assim que aqui cheguei, que o Inverno nao era rigoroso em Seattle, e que nao era usual termos temperaturas tao baixas.
Deve ser consequencia do aquecimento la' esta'! ;)
E por falar em aquecimento - isto lembra-me os tempos la' de Evora onde o aquecimento nunca funcionava decentemente - aqui tambem nao! :) imaginem la' voces.... estou a trabalhar toda equipada de roupa! pareco um chourico com pernas LOL.

Na 6f passada, uma colega aqui do piso queixou-se do frio dos gabinetes (ela vem da Suica, portanto esta' habituada a estas temperaturas, nao esta' habituada 'e 'as temperaturas - baixas - dos gabinetes) e mandaram chamar a equipa tecnica para averiguar.
Estava eu a trabalhar, vestida com 2 pares de calcas, 2 t-shirts de manga comprida, uma camisola grossa, o cache-col e um casaco de la por cima, quando bate 'e porta um senhor dos seus 50 anos, magrinho, com um avental azul escuro vestido e me pergunta:
"So, are you having any problems with the heater?" (esta' a ter algum problema com o aquecimento desta sala?)
Resposta mental : "do I look like I'm having problems with heater?" (pareco-lhe que estou a ter problemas com o aquecimento?) enquanto olhava para ele com toda aquela roupa em cima.
Resposta verbal: "it's not working" (nao esta' a funcionar).
Ele entrou e colocou a mao em cima do aquecimento: "Geez..... it's cold!" eu so' acenei com a cabeca e ele saiu num 'apice.
Resultado? continuamos sem aquecimento. A fonte principal aqui do campus tinha a camada superficial congelada... da' para os patinhos treinarem a patinagem artistica! Afinal, as festas sao para todos! :)

Um beijo e ate' ao proximo sobre tartes!

20 November, 2009

Situacoes Curiosas VI / Curious Situations VI

[this is (really!) a short post. Scroll down for its English version :) ]


Neste enorme vai-e-vem de coisas para fazer, para tratar e organizar (hoje, dia 1 de Dezembro, ja' foram enviados 15 caixotes para PT!) e que tem caracterizado as minhas 'ultimas semanas aqui (contagem decrescente - faltam 3 semanas e 3 dias!) ainda existe tempo e lugar para ocorrerem situacoes curiosas na minha vida.

Quem acompanha o blogue, sabe que ja' escrevi sobre varias situacoes curiosas que me aconteceram: com caes, no supermercado, com criancas, etc. Desta vez foi com um pintor, ou uma especie de pintor :).

Naquele Sabado, depois de deixar alguns caixotes no posto dos correios, andei mais uns metros para entrar numa loja de fotocopias e fazer copias de um livro com exercicios de meditacao para energizarmos o nosso coracao. :)
Estou eu a meio do trabalho, numa das maquinas fotocopiadoras, quando a porta da loja se abre de repente, e um senhor meio-calvo, dos seus 50 anos, baixo e com barriga, vestindo uma camisola de fato-de-treino e uns jeans, com 2 colares prateados ao pescoco e uns tantos brincos numa das orelhas, entra e em alto e bom som pergunta ao rapaz da loja se poderia utilizar a maquina que estava mais perto da porta, que, por acaso, era a que estava ao mesmo ao meu lado.
Assim que ele ouviu o "sim", comecou a fotocopiar uma folha, mas a delicadeza com que ele tratava essa folha chamou-me 'a atencao. 



Olhei e sorri. O meu sorriso foi amplamente retribuido e comecou uma curta conversa :).
Ele mostrou-me a folha, era um retrato de uma senhora.
Essa senhora tinha lhe pedido para fazer algo para ela, desenhar o rosto dela, e ele embarcou na aventura. Era um hobbie que tinha e demorou mais ou menos 1 mes para o terminar. Dizia ele, se nao fossem as cervejas a acompanha-lo, teria desistido! lol

Quando olhei com mais atencao para o desenho consegui ve-lo pelos olhos dele, consegui ver o esforco que foi feito e isso fez com que o retrato me transmitisse uma importancia que ia muito alem de pequenos rabiscos feitos com um lapis durante varias semanas.
Tudo me pareceu belo, harmonioso e perfeito.

E disse-o! Disse que estava um belo trabalho, porque estava!
No final e no meio daquela correria intrinseca dele, como quem quer terminar a tarefa a todo o custo, pagou as fotocopias e ao passar por mim disse baixinho: "is for you!" ('e para si!) e saiu, de rompante, tal como entrou.
Eu nao me apercebi logo e ainda consegui dizer Boa sorte. Quando voltei a olhar para a maquina e vi a fotocopia do retrato e corri para a porta e gritei "Thank you!" e ele , ja' do outro lado da estrada, disse adeus, sorriu para imediatamente se virar e partir no seu passo acelerado.

Eu fiquei num misto de alegria e incredulidade e observei o retrato por horas. Continua a parecer-me lindo. Vejam em baixo:


E um viva 'as situacoes curiosas que me acontecem!

Um beijo :}**



--------------
[ENGLISH VERSION]




My last few weeks (counting down 3 weeks and 3 days to leave) have been filled up with this on going back-and-forth of things to do, to take care of and to organize (today is Dec 1st and I already sent 15 packages to Portugal!) but, surprisingly, there is some time and place left to happen curious situations in my life.

Before I start to write down my posts in English, I posted many curious situations that happened to me, here in Seattle. Situations involving dogs, grocery stores, children, etc. All of them very peculiar and funny and for some reason that is beyond my understanding as human being, these situations were always meaningful to me, I felt like a superior force was acting on us and I always respect my feelings because they are my main guiding force and strength, some of you may call it intuition. :)

This time, the situation involves a man, more precisely, a painter.

In that Saturday, after dropping off some packages at the post office, I walked down the street a few feet to get in to a copies store, to copy a book with very cool heart meditations (and how to energize it) that I was reading at that time.
While I was doing this job, on one of the copy machines, the door of the store opened quickly and a short and half bald man in his fifties, with a beer belly, dressing a sweater and some jeans, a pair of silver necklaces and several piercings in one of his ears came in to the store, and asked out loud to the guy in the reception if he could use that copy machine, the one next to mine.
As soon as he heard Yes, he started to copy one sheet of paper, but something caught my eye: he was being very careful in a kind way to that sheet of paper. I looked at it, then I looked at him and smiled.
He smiled me back, almost instantaneously, like he was expecting my smile, my attention.Then a short conversation happened.
He showed me that sheet of paper: it was a portrait, the portrait of a lady.

Someone he met asked him to make a portrait of her and he said "Yes, I'll do it! " He has this hobby of doing not-so-big-deal paintings and it took him 1 month to finish it. He turned to me and said: fortunately I had some very good beers to help me out with this! :)
When I focused all my attention on the portrait, I could picture him doing it, I could picture all his efforts in making a very pleasant and smooth and real work.
The portrait seemed incredibly beautiful and harmonious. And I said it to him! I said what I was feeling.

When he finished, he run to the reception to pay for the copies, and made a very quick stop at my machine, where I was, and said whispering on my back "this is for you" and left.
I didn't realize what he left behind, so I just turn and told him Good Luck!
A second later, I looked down and saw the copy that he took for me and, in a impulse, I run to the door of the store and yelled "Thank you!", he was already on the other side of the street, he smiled and waved to me and disappeared a few seconds later walking in a very fast pace.

I went back in to the store to finish my job and my feelings were in a twist of joy and surprise and I stared at the portrait for hours that day. I still think it's beautiful!

See below some shots that I took:





A cozy hug for all :}**






16 November, 2009

Coconut Bliss!! yummy! :)

[scroll down to read to English version of this - not-so-short :) - story]


Existem muitas coisas das quais vou ter saudades e que sao 'unicas neste pais, que caracterizam esta sociedade, que fazem parte da cultura.
Uma delas designa-se por gelados :).
A variedade de gelados e dos respectivos tamanhos que aqui podemos encontrar 'e imensa! Bem adequada, claro esta', ao mercado onde esta' inserido - a procura 'e grande.
Nada que se compare ao que temos em Portugal, onde o mercado 'e mais pequeno e muito limitado, o que faz com que a variedade de gelados nao seja muita.

Quando aqui cheguei e ainda no auge do meu deslumbramento por tudo ter dimensoes bem maiores do que eu estava habituada, era uma excitacao ir comprar gelados ao supermercado: experimentei muitos dos sabores disponiveis para a marca Haagen-Dazs, sao prateleiras de sabores e em promocao, as mesmas embalagens (comparadas com Portugal), custavam $3!

Com o passar do tempo e ao 'refinar' - leia-se tornar mais saudavel - a minha 'dieta' comecei a nao achar tanta graca 'a quantidade de ingredientes que estes gelados normais levam, na minha opiniao sao demasiados ingredientes para algo que nao deveria precisar de tanto leite (varios tipos), de natas, e de muito acucar, fora muitos outros que nem 'e preciso mencionar.
E... deixei de comer gelados.

Cada vez que passava na dita seccao, la' ia espreitando para ver se consegui encontrar algo que valesse mesmo a pena, mas tudo era infrutifero.

Um dia, em que auxiliava uma aula de sobremesas rapidas, a 'chef' dizia-nos que os melhores gelados eram os da marca Ciao Bella, que so' se vendem em determinados sitios e o que ela trouxe era mesmo muito bom e nao me pareceu extremamente doce.
La' fui eu e comprei um de framboesa que continha (nunca mais me esqueci!) os seguintes ingredientes: framboesas, acucar e 'agua. Sao do tipo sorvete (sorbet), mas nunca eu na minha vida tinha comido um gelado que soubesse 'a fruta verdadeira e este garanto-vos sabia mesmo a framboesas!



04 November, 2009

Corn Maze!

[Scroll down to read the English version of this story :) ]


Corn Maze!
E perguntam voces: "Su, que raio 'e um Corn Maze?"
Boa pergunta, tive que ir ver ao Dicionario! LOL
Segundo o Dicionario Ingles-Portugues da Porto Editora :), maze significa labirinto, confusao e outras coisas que agora nao me estou a lembrar (o dicionario ja' foi enviado para Portugal, num dos muitos caixotes cheios de livros - acumulei tantos livros nestes 3 anos e meio, nem calculam!).

Em Outubro, Seattle fica um frenesim cor-de-laranja, mais ou menos :) - as aboboras e o milho invadem, literalmente, os supermercados e os mercados - de varios tamanhos, de varias cores, a lembrar a altura das colheitas, das colheitas de Outono!
'E quase impossivel nao participar disto e comprar meia duzia de aboboras (ou aquelas que conseguirem trazer) e fazer o que se puder com elas: eu ja' perdi a conta a quantas tartes de aboboras com especiarias (Pumpkin Pies) fiz deste que comecou o Outono propriamente dito.
A minha primeira desta 'epoca durou 1 dia e meio! :)

Mas a celebracao das colheitas (que termina no Dia de Accao de Gracas, o tao famoso ThanksGiving) nao sao so' aboboras (que tambem sao utilizadas no Halloween), o milho e outros frutos/legumes da 'epoca, significa tambem aventuras e visitas 'as quintas (farms) que cultivam estas delicias da natureza.

De entre os muitos programas que existem, a Dawn e uns amigos, convidaram-me para me juntar a eles no Labirinto de Milho - Corn Maze - no final de Outubro de 2008, na quinta The Farm, a norte de Seattle, no distrito de Snonomish.
Depois de uma pausa super rapida para nos abastecermos de comida no Blue Sushi, no U. Village, tambem servem sushi vegetariano :), partimos a todo o ga's para norte, pois tinhamos que la' estar 'as 18h00 e ja' estavamos bem atrasados. A D. tratou de reservar ('e necessario) um lugar para o nosso grupo e, pelo sim pelo nao, telefonamos a avisar que estavamos atrasados.

Foi gracas aos GPS da Dawn que la' chegamos, porque nao foi facil dar com a quinta.
Ja' era de noite quando estacionamos o carro na quinta e nos equipavamos com roupas quentes e lanternas para poder explorar o labirinto de milho sem nos perdermos.
Pagamos $10 dolares cada um na recepcao, e la' fomos no's e outro grupo para o tractor (!) que nos ia levar 'a 'confusao'.
Foi a minha primeira vez e gostei bastante, 'e um programa diferente e o pessoal que foi era todo bem disposto e muito bem-humorado!



20 September, 2009

Vamos ver as baleias? :)

[scroll down to read the English version of this post]


Parece que abandonei o blogue, mas nao 'e verdade!
O que se esta' passar, como voces devem imaginar, 'e que o meu regresso a Portugal esta' quase a acontecer :) e tenho milhentas coisas para tratar, enviar, organizar, gravar e outros 'ar' :). E, infelizmente, o dia so' tem 24h e o tempo voa. Good Lord, como voa!

Comecei a escrever este artigo em Setembro, mas 'e publicado so' hoje, 5 de Novembro.
As minhas desculpas pelo atraso.


---


Em Junho de 2008, ha' mais de 1 ano (sim, continuo atrasada) :), a minha amiga P. telefona-me e pergunta-me se eu gostaria de ir ver as baleias ao Puget Sound. O primo dela tinha ganho dois bilhetes num concurso de radio, mas nao podia ir, e ofereceu-lhe os bilhetes a ela e ela pensou logo que eu era capaz de gostar de ir. Eu respondi que adoraria, nem sabia que se faziam visitas dessas. Sabia que haviam baleias no Puget Sound, mas nao me ocorreu ir ve-las.
'E caso para dizer: nos 'states' tudo acontece!

E la' fomos no's, para um passeio de um dia inteiro, a comecar de madrugada. Tinhamos que estar no porto 'as 8h00 da manha, num local de onde saem os cruzeiros ou visitas de barco (eles tem muitas) no Puget Sound. Foi duro levantar tao cedo, confesso, para ambas, dado que tanto eu quanto ela somos duas leoas :) nada madrugadoras, gostamos de trabalhar pela noite dentro e levantar tarde. O sono atacou-nos varias vezes durante o dia.

Viajar de barco 'e sempre uma surpresa, e nesse ano, a Primavera chegou tarde, estavamos em Junho e so' nessa altura ela comecou a dar o ar da sua graca. Estava bastante frio la' fora.
O barco ia quase cheio e a viagem estava bem organizada. Um guia, com formacao em Biologia e especializacao na fauna e flora da regiao, esteve sempre a bordo explicando o que iamos ver, o que iamos fazer, e a diversidade que podemos encontrar no Puget Sound, desde os leoes marinhos, 'as orcas residentes (que nao comem os leoes marinhos, sao amigas deles), as outras baleias que tambem visitam a regiao e os diferentes tipos de passaros que se podem observar.

16 September, 2009

Thumbprint - Polegar - Cookies :)

[scroll down to read the English version of this post :) ]

------

No outro dia, enquanto almocava o meu Tofu Jambalaya acompanhado de couve Bok-Choy (Chinesa) e Napa (couve Japonesa) salteadas num pouco de alho, gengibre ralado e shoyu (molho de soja), resolvi fazer nova pesquisa internetica sobre sobremesas vegan.
Comecei pelo meu blogue favorito, o Holy Cow!, e clicando neste e depois naquele, cheguei ao Fun & Food Cafe e 'a receita destas cookies. As polegar cookies sao muito populares aqui, mas ainda nao tinha visto a versao vegan destas 'senhoras', isto 'e, sem ovos, sem manteiga de origem animal, sem leite e sem acucar branco (o refinado).
Quando vi este 'post' quase tive um treco! Credooo... tao faceis de fazer!
Foi dificil aguentar o resto do dia no trabalho, a excitacao de antever um inicio de noite a fazer cookies foi dificil de controlar :).
Infelizmente nao tinha tudo 'a mao. Como a vontade de ir ao supermercado era ... zero(!), usei o que la' tinha em casa, substituindo alguns ingredientes e acabei por criar a minha propria receita para estas vegan cookies.

Aqui vos deixo a minha versao - podem chamar-lhe Versao-Daisy-das-Polegar-Cookies :)) adaptada da receita original, feita pela Mansi, para voces experimentarem:




Ingredientes (a minha 1a fornada deu para 22 cookies):

  • 1 cup de farinha de espelta (de preferencia biologica, senao tiverem usem farinha branca sem fermento)
  • 1/2 cup de amendoas moidas (podem moer no 1-2-3 ou num dos acessorios que costuma vir com a varinha magica, ou, comprar ja' moida)
  • 4 oz de Earth Balance Butter (margarina vegetal biologica) (4 oz ~ 113 gr), 'a temperatura ambiente
  • 1/4 cup de acucar de cana (biologico ou rapadura)
  • 1/3 cup de compotas ('a vossa escolha: de pessego, de morango, de framboesa, de mirtilo, de laranja, de alperces, de figo, etc.)

> Ponham o forno a aquecer a 180 graus C (~ 375 graus F). Forrem 2 tabuleiros com papel vegetal e ponham de lado.

> Numa tigela, bater o acucar e a margarina ate' obterem um creme leve e fofo, cerca de 7 a 8 min com uma batedeira electrica.

> Numa outra tigela, misture as amendoas moidas e a farinha, e adicione ao creme anterior.

> Misture cuidadosamente ate' toda a massa estar bem incorporada e formar uma bola.
Ter cuidado para nao bater demasiado, pois pode ficar muito pegajosa. Adicione um pouco mais de farinha se for preciso.

> Leve a massa ao frigorifico por cerca de 30 minutos, para ganhar consistencia e ser mais facil formar as bolachas.

> Com uma colher de cha', tire um pouco da massa e forme uma bola na sua mao. Pressione suavemente o meio desta pequena bola com o polegar, de modo a formar um pequena depressao no centro e coloque no tabuleiro.

> Repita este 'ultimo passo ate' acabar a massa, dispondo as bolachas com 3 cms de distancia umas das outras.

> Leve o tabuleiro ao forno (um de cada vez), por 15 minutos, ate' as bordas das bolachas ou a parte de baixo estarem douradas, e as bolachas terem um aspecto firme.

> Deixe arrefecer completamente, antes de preencher o meio das bolachas com as compotas.


Sugestoes:
alem das compotas, podem preenche-las com mantega de amendoim/avela, ou chocolate derretido num pouco de 'agua ou leite de aveia, que tambem fdeve ficar muito bom!

Para verificar que elas estao mesmo cozidas, eu utilizei o truque de ver a parte de baixo das bolachas, o que levou 15 minutos de forno mais 2 minutos com ele desligado. 'E o suficiente.
Tenham atencao que, a 180 graus C, 15 minutos deve chegar perfeitamente (350 graus F 'e menos que 180 graus C).
Ter o forno pre-aquecido 'e fulcral para o sucesso desta receita. Pelo menos 20 minutos antes de meterem as bolachas no forno!

Agora va' :) tudo para a cozinha fazer estas delicias!
:}**


--------------------------
[ ENGLISH VERSION ]


In the other day, while having my lunch at work, I had this urge to look for, once more, vegan desserts :).
My definition of lunch includes the dessert at the end of it. Vegan, healthy and somewhat sweet (I'm not that kind of person that appreciates very sweet desserts) is more the enough to put a smile of "I'm-completely-satisfied-with-this-meal" or "This-is-the-real-meaning-of-nourishing-my-body!" on my face :).
I've collected a lot of vegan desserts recipes ( from books and bookmarked on a few blogs), but since I know that there are much more out there that I didn't try, it's always exciting to look for new recipes and baking them.
I think that, as I get to know myself more and more, the meaning of cooking is fun and very pleasant experiences! Jut being there, with my apron on, I feel great :)... so, what's on the cooking list for today?
As usual, I started to search in my favorite blog Holy Cow! and from there I reached Fun&Food Cafe blog where I could find these AMAZING thumbprint cookies, by Mansi.

The only tiny, small, little problem was that I didn't have all the ingredients ready to bake them: I rarely use walnuts and I was running out of all-purpose flour, which also I don't use as much.
So, I made my own adjustments, substituting some ingredients, and the result was soft and delicious thumbprint cookies - the 1st try ever and it did come out right! whooo hoooo!!! :) :)

So, here are my changes to Mansi's original Vegan Thumbprint Cookies:




Ingredients:
  • 1 cup of organic spelt flour
  • 1 /2 cup of ground almonds (I grounded them in my food processor and didn't peel them)
  • 4 oz of Earth Balance Vegan Spread (at room temperature)
  • 1/4 cup organic raw cane sugar (or demerara)
  • 1/3 cup of fruit jam
Now, all you have to do is to follow all her steps to make these cookies.

As this was my 1st experience :), I let the cookies in the oven for 2 minutes more and checked their bottom. I took them out when the bottom got the golden color.

This was a huge hit! :)

Next time I'm going to use melted chocolate for the filling, it sounds a great match for them!

:}**

06 September, 2009

O nosso Caldo Verde 'e famoso! :)


Numa das minhas muitas pesquisas interneticas :) sobre vegan food, ou comida vegan, mais propriamente receitas, um estilo muito variado e saudavel e que mais se adequa ao estilo que adoptei, quase desde 2001, embora tenha sido refinado ao longo do tempo, deparo-me com receitas surpreendentes, deliciosas e muito faceis de fazer.

O que eu nao estava nada 'a espera era de ver o nosso Caldo Verde entre essas receitas!!
Nao, nao estou a brincar, 'e mesmo verdade!! :)

What the hell does a vegan eat? (o que raio um vegan come?) tem um 'post' sobre caldo verde no seu blogue, receita testada para o proximo livro da Isa Chandra Moskowitz, autora de livros de cozinha vegan, que sao um sucesso ABSOLUTO na comunidade vegetariana/vegan, e dois dos quais ja' fazem parte da minha coleccao :). Sao exemplo:
  • Vegan With A Vengeance
  • Vegan Cupcakes Take Over the World
  • Veganomicon
  • Vegan Brunch (Breakfast + Lunch = pequeno-almoco tardio, mais propriamente acordar 'a hora do almoco)
  • Vegan Cookies
Os 2 primeiros, que estao sempre em cima do balcao da minha cozinha,ja' me proporcionaram momentos de "chorar por mais" ou "raios, isto 'e mesmo bom!" :)

E ainda em estado de surpresa total por ver uma receita Portuguesa mencionada neste blogue, decidi ir visitar um outro blogue que sigo, o Seitan Is My Motor e o que encontro la'?
Varios 'posts' sobre a visita desta rapariga Alema 'a cidade de Lisboa, que adorou, e uma tentativa de reproduzir o nosso Caldo Verde. De louvar neste blogue sao os detalhes dos ingredientes e dos nomes das ruas e locais visitados por ela. Estao em Ingles, mas ficam aqui os links para lerem:


Da minha parte, Caldo Verde ainda nao fez parte da lista longa de sopas que tenho feito desde que cheguei aqui (e faco sopa todas as semanas!), mas no outro dia comprei um "kale" biologico ('e uma especie de couve de folha verde escura, que mais se assemelha 'a nossa couve Portuguesa) e cozinhei-o uns minutos para o tornar um pouco mais tenro (mas nao perder os seus tao-necessarios-nutrientes) numa frigideira, juntamente com um pouco de broculos e servi-os com molho de manteiga de amendoa (a receita original chamava por manteiga de amendoim e tambem 'e igualmente delicioso!) e enquanto o 'kale' cozinhava, a sua frangancia espalhou-se pela cozinha (esta 'e a melhor parte de cozinhar!) e so' me cheirava a Caldo Verde! :)
Encontrei a couve certa!whoo hoooo!


Bons cozinhados!
bjos :}**

04 September, 2009

Love Actually.... Faz bem 'a saude!

Voces nao vao acreditar nisto, mas, por incrivel que pareca :), a musica principal da historia entre o escritor Ingles (Colin Firth) e a empregada Portuguesa (Lucia Moniz) no filme Love Actually, faz bem 'a saude!!!
A serio!! :)

E nao sou so' eu que digo - eu tenho vindo a dizer, desde que vi este filme pela 1a vez, que 'e um must-see, ou seja, que o filme 'e mesmo bom, que todos deveriamos ver! - esta semana, na newsletter do website que sigo, do medico Dr. Ben Kim, ele escreve sobre isso, dizendo que, em especial, esta musica, 'e boa para a nossa saude! :))

E qual 'e a musica? by Craig Armstrong, cliquem aqui, vai directo ao artigo dele e la' tem 2 videos do Youtube com a musica, 'e so' clicarem. (it's all about the click! hehehehehe).

Dentro de breves momentos segue outro 'post' com mais conteudo Portugues divulgado noutros lados ;)

Um beijo trovejante! :}**

03 September, 2009

Um pouco sobre as ferias - parte III

'Ultima parte dos artigos sobre as ferias :).
Para lerem as outras cliquem na parte I e parte II.

Este 'e mais para lembrar os pontos altos, historicos, memoraveis, estranhos, esquisitos, improvaveis, "nao-acredito-que comi-isto!" e afins! e para colocar, finalmente, o slide-show das fotos das ferias, que, por grande competencia dos engos que fizeram o Picasa (onde tenho os albuns) faz.

Slide-show destas ferias:



Pontos a recordar:


-> primeira manicure & pedicure da minha vida! aos 31 anos!
Inesquescivel! :) :) :) pintei as unhas-dos-pes de fuschia!
Teve dedo da D. Luci, pois esta' claro, se nao fosse a insistencia maternal nao teria la' ido.
Acho que depois dos 30, as mulheres tem que se arranjar mais... 'e o que anda no ar ;).

-> o que 'e que fiz assim que aterrei?
exacto! fui cortar o cabelo :) acho que posso escrever que ja' 'e uma tradicao.

-> O que 'e que comi quase todos os dias ao pequeno-almoco?

Pastel-de-nata!
'E verdade! pura bomba atomica acucarada, eu que nao metia acucar branco no meu organismo ha' mais de 1 ano, nao consegui resistir :) 'a pressao parental heheheheheh
"Oh filha, esta's tao magrinha... a nossa Xanita esta' tao magrinha, tao palida! filha, precisas de umas calorias para te animar! para dar cor a essas bochechas!" - "Oh mae, nao preciso nada, estou bem!" - mas os pais tem um filtro apertadisssimo quando no's falamos de um ponto de vista que nao 'e o deles... logo, nao me ouviram ;)
Olhem, resumindo: com canela, souberam-me divinalmente!
Ate' cheguei a dizer: "Aaahhh... so' tenho direito a um desta vez?" hehehehehehehhe

-> Chocapic!
eu nao podia comer pasteis-de-nata sem dar algo verdadeiramente nutritivo ao meu organismo (sim, cuidar de no's significa dar ao organismo o que ele realmente precisa e nao o que a boca gosta, sao coisas bem diferentes!), logo pareceu-me bem comer um trigo integral achocolatado com leite de aveia.
Foi um sucesso tao grande, que ao fim de uns dias o meu pai, um homem de 60 anos, ja' dizia "O que? nao temos chocapic para o pequeno-almoco?" :) :) :)

-> Alimentacao Desintoxicante.
Este livro da Conceicao Trucom 'e um sucesso la' em casa e um sucesso nas casas de quase todo o circulo de amigos dos meus pais.
Desta vez, pude experimentar os sumos desintoxicantes (para limpar o organismo) que os meus pais tomam ao pequeno-almoco ou ao lanche (depois de o corpo estar umas boas horas sem comer nada).
O de beterraba, com maca e hortela 'e de chorar por mais! l-i-t-e-r-a-l-m-e-n-t-e!
E a espuma que fica ao de cima, logo depois de sair da maquina de sumos (que trabalha incansavelmente e que 'e a melhor amiga da minha mae!) 'e um espectaculo! Os meus copos ficaram limpinhos! ;)

-> tomei banho de mar uma 'unica vez porque.... a 'agua estava "bloody cold", ou seja, muito fria! e so' tomei com muita insistencia do Jon, que me arrastou para dentro de 'agua, ao mesmo tempo que dizia "Susana, this is not cold!" e me tentava contaminar com a excitacao de um mergulho iminente! :)

-> Mariscada!
Ferias, nao sao ferias, sem uma bela de uma mariscada! com direito a rose' e tudo!

-> O nosso pao.... nao ha' igual em lado nenhum!
crunchy, crunchy... estaladico, estaladico e quentinho, logo de manha, na padaria da terra!
isto sim, sao ferias!


Inte'! }**

31 August, 2009

Cooking Event: Malaysia :)

[este post vai ser escrito totalmente em Ingles para dar a minha contribuicao para o evento Vegan Word - Mundo Vegan - Receitas da Malasia]

****

Hello everyone!

this is my 1st post.... in English!
I'm very excited, let's see how it goes ;)

Here it is my contribution to the event It's a Vegan World: Malaysian, hosted by Holy Cow!.



This is my 2nd contribution to these type of events. My 1st one was for the Fat Free Vegan blog and its' here (in Portuguese).

This time, the featured country is Malaysia.
I must confess I never had Malaysian food in my life... shame on me! :)
So I thought that it would be a terrific challenge to cook something that I don't know anything about, never had in my entire life, but assuming that the results would have to be very tasty and they would bring me lots of joy!
There was only one thing that was making me nervous about it: usually my 1st cooking experiences are not that great :) - writing down "not-that-great" is being really nice to myself! :)
Nevertheless, I never give up hope, so there I was, in front of my kitchen counter top, with my apron on (a must-use when I'm in the kitchen cooking, I'm crazy about them!) and all the ingredients ready in front of me.

After 'googling' for a while, I decided to try two recipes.
The 1st one was non-vegan so, like Vaishali uses to say, I veganized it!
The original recipe is Mango Chicken Curry, and its vegan version may be called
Mango Tofu Curry.
This Malaysian recipe caught my eye because it's full of color and it has fruit in it. Mango, Pineapple and related fruits give an exotic look to our dishes which, by the way, I adore!
So, I thought, this was a great one to start. It's very simple and easy to make, I followed every step, and the result was really good.
I served it over plain cooked brown rice. A delicious meal!

Some pictures:





The 2nd one was the Eggplant Tofu - yes I'm tofu lover, it's so versatile! But the main reason to make this dish, surprisingly, was not the tofu, it was the eggplant. The other ones in this webpage were very appealing as well, I absolutely love cauliflower and fried rice with vegetables, but I already know these flavors, and I wanted to try something new.
Eggplant is a vegetable that, if I remember correctly, I only had here in the US (it's not the only one though: celery, green onions and others are also on the list).
Back in Portugal, we have, of course, eggplants available, but it was not common in my mom's cuisine and there aren't plenty of recipes that call for eggplant.
The typical Portuguese cuisine, which the Portuguese people are really proud of, is highly non-vegan and don't rely to much on vegetables - the vegan/vegetarian/macrobiotic community is small, but the good news are that we're getting bigger, hooray!
Except for the soups, which are a very traditional dish there, it's not a healthy food regime and there is a plethora of health issues... that was my main reason for a change and to start to bring more health into my body.

The 1st time that I tried eggplant was... okay. I didn't fall in love with it, but since it has a lot of nutrients that promote good health, I decided to include it in my regime. One of my mom's detoxifying juices include a whole (peeled) raw eggplant and it's good (after years of talking about how important is our food regime to the health of every single cell in our bodies, my parents finally decided to listen to me and started a plan to cleanse their bodies and to eat more healthy food!), the seeds are the only thing that still puzzles me, but I will get there :).

So, the Eggplant Tofu is easy to make, the tofu is deep fried as well as the eggplant.
I used toasted sesame oil for that, and to help the body to digest something that was deep fried (deep frying is not a very healthy way of cooking ingredients) I served this dish over plain cooked brown rice and turnips cooked-in-vapor (this vegetable is very famous in my home country and I absolutely love it!) as a side dish.
The other option to the side dish is grated raw turnips or daikon. Be aware that, when they are eaten raw, they have a kind of spicy flavor. This is not, probably, a Malaysian habit, forgive me for that :) it was more my way to turn this meal into a healthy one.

Some pictures below:





For the month of September, the country featured is India! :)
What do you think about giving your contribution to this one? India cuisine is sooo tasty!
Let's do it!

Happy Cooking! :)

19 August, 2009

Um pouco sobre as ferias - parte II

[afinal esta historias tem 2 partes! sera' que a vontade de escrever voltou? :) ]


O destino final era S. Francisco.
Nao sabia falar ingles.
Curiosamente ficou sentada ao pe' de mim, ela 'a janela e eu no corredor. :)
A viagem correu bem.
Quando aterramos, esperei por ela - atitude que a deixou visivelmente contente e saimos as 2. Um dos assistentes de bordo deu indicacoes, sobre uma cadeira-de-rodas, ao motorista do autocarro que nos levou ao terminal, e la' fomos as 2 a conversar ate' o autocarro chegar ao terminal.
No terminal, um assistente esperava com uma cadeira-de-rodas, e la' fomos os 3 (o assistente fez sempre questao que eu os acompanhasse por causa da lingua) em passo super acelerado (a cadeira tinha rodas e eu tenho pernas!) para o outro terminal, o dos voos internacionais.

E aqui a coisa complicou-se!

Tivemos que apanhar outro autocarro, para nos levar ao nosso terminal de embarque, e quando saimos do autocarro nao havia nenhuma cadeira-de-rodas 'a nossa espera.
Perguntei-lhe se ela conseguiria aguentar o caminho e ela respondeu que sim, que achava que sim. Eu comecei a ficar preocupada.
Andamos um bom bocado e chegamos 'a seccao do controlo de passaportes. O problema 'e que o numero de balcoes disponiveis para o controlo era imensos e quase todos vazios, excepto uns la' no fundo do corredor.
Olhei para ela e o esforco em andar ja' era visivel. Perguntei a um seguranca qual era o balcao a que nos deveriamos dirigir. Ele indicou-nos o errado. E assim que passamos o controlo do passaporte, estavamos literalmente no caminho para a recolha das bagagens. Percebi logo o porque dos 'ultimos balcoes terem um fila grande de gente: o pessoal que tinha outros destinos que nao o de Londres, tinha que fazer o controlo nesses balcoes. Ainda procurei na minha memoria para me tentar lembrar se vi algum aviso, mas esta procura revelou zero de informacoes acerca disto.
Nao tivemos outra alternativa, depois de eu falar mais uma vez com uns segurancas na 'area das bagagens, senao sair e voltar a entrar. Isto significa: voltar a fazer o check-in novamente.
Mas desta vez, pensei eu, vamos directamente 'a area da seguranca e do raios-X porque ja' temos os bilhetes connosco, o check-in foi feito em Lisboa.
Assim que mostramos o bilhete, tivemos que voltar mais uma vez para tras, por causa do bilhete da D. Beatriz ('e o nome dela), que tinha que passar pelo check-in novamente, nao era um bilhete electronico como o meu.
Novamente na fila para o check-in, mais a fila para o raios-X e seguranca.
Foram momentos bem tensos, porque ela devia sentir-se tao perdida (falava muito pouco e agarrava-me fortemente o braco e eu repeti vezes sem conta "nao se preocupe D. Beatriz, vai tudo correr bem!") que nao via as filas de pessoas, nao sabia onde era para esperar e desatava a andar sozinha e a passar 'a frente de toda a gente.

Depois de tudo isto, estacionamos em frente dos monitores para ver a "gate" do voo dela, pois ela sairia primeiro que eu. Infelizmente ainda nao havia essa informacao disponivel, faltava 1h30m para o voo dela.
Olhei para ambos os lados e apercebi-me da imensidao daquele terminal. Ao lado dos monitores estava uma planta dos diversos sub-terminais e assustei-me.

Olhei para ela, e ela ja' estava, claramente, em sofrimento, as olheiros do cansaco e do esforco de estar tanto tempo em pe' eram evidentes!

Felizmente, nem tudo 'e mau, ha' sempre uma saida, vi um balcao de informacoes da BA, mesmo ali ao pe'. Perguntei-lhe se ainda conseguiria ir ate' la', respondeu que sim, e chegando la' pedi uma cadeira-de-rodas.
O rapaz foi muito simpatico, fez os telefonemas que tinha que fazer, viu o bilhete dela, confirmou a cadeira-de-rodas, mas ... tinhamos que ir ate' "nao-sei-a-onde" e esperar la'. Quando ele disse isto, eu pensei que o tal balcao central a que ele se referiu fosse "ja' ali", mas curtas distancias em terminais de aeroportos 'e um conceito que nao existe, principalmente para quem nao conhece, nao fala a lingua, esta' "em dor" e emocionalmente em baixo.

So' descemos as escadas rolantes, para depois de uns 5 minutos voltar para tras, e eu com o meu ar "severo" virar-me para o mesmo rapaz e dizer, no meu Ingles-a-Portuguesado, que nao iamos a lado nenhum, porque a senhora ja' estava bastante mal, a cadeira-de rodas era coisa da qual ela deveria usufruir e no's iamos esperar ali pela cadeira.

Ele, olhou-me com um olhar serio de respeito, fez novos telefonemas e respondeu: "Entrem por favor, sentem-se, descansem, comam qualquer coisa enquanto aguardam pela cadeira."

Entrem?


Desviei a cabeca para ver o que se passava atras deste balcoes, e dou com, nada mais nada menos, a area VIP da BA. "Invitation only" dizia logo 'a entrada. Um mundo 'a parte, totalmente.

A cadeira demorou uns 5 minutos, foi so' o tempo de ela se sentar e de nos organizarmos.
Falei com o assistente, ele viu o bilhete dela, e assegurou-me que a ia deixar na gate do voo dela.
A despedida foi dura. Ela muito aliviada e muito contente, visivelmente emocionada, agradeceu-me do fundo do coracao, disse que eu era o anjo dela e eu na brincadeira respondi que os anjos sempre se encontram e existem de verdade. So' temos que acreditar que quando precisamos de ajuda, ela vai vir! vem sempre!
"Vou rezar por si, Susana!" disse ela com os olhos cheios de lagrimas. E eu... nao me contive enquanto dizia adeus.

Umas quantas respiracoes profundas e abdominais (santo yoga!) para voltar a ser eu :) e consciencializar que eu tinha ficado na area VIP. Estava cheia de fome, precisava de ir 'a WC. Vou aproveitar, aqui devem ser mais limpas. De facto, muito mais limpas, muito amplas, com um lavatorio em cada casa-de-banho e com dois tipos de gel para lavar as maos, um cremoso e outro em gel.
Depois?... bem, depois aproveitei a recompensa pelo facto de ter ajudado alguem e ter ficado ali, servi-me de comida, de bebida e sentei-me a apreciar a vista que a sala VIP tinha, misturada no silencio, elegancia e educacao das pessoas que povoavam aquele espaco.
Para finalizar, dirigi-me 'a seccao dos cafes, onde as maquinas faziam tudo o que no's quisessemos beber, e "fiz" um cha' para mim.
Sai' para me dirigir 'a minha gate e voltar ao mundo nervoso que sao os terminais dos aeroportos, onde se assiste a tudo.

Ena! este foi grande!! :)
acho que ainda vou escrever uma parte 3, resumindo os eventos "que-ficaram-para-a-memoria" nestas ferias. ;)

FOTOS?
nao sao muitas nao.... a minha maquina tem a lente ... grrrrr....grrrrr...arggggghhhh.... adivinham, nao 'e? :D

Estao la' no Cantinho das Recordacoes.

Estou a pensar em colocar slideshow nos "posts" em vez dos albums no lado direito, o que acham?
Eu acho que 'e uma ideia gira, estou a pesquisar sobre isso ;).

Um beijo :}**