20 September, 2009

Vamos ver as baleias? :)

[scroll down to read the English version of this post]


Parece que abandonei o blogue, mas nao 'e verdade!
O que se esta' passar, como voces devem imaginar, 'e que o meu regresso a Portugal esta' quase a acontecer :) e tenho milhentas coisas para tratar, enviar, organizar, gravar e outros 'ar' :). E, infelizmente, o dia so' tem 24h e o tempo voa. Good Lord, como voa!

Comecei a escrever este artigo em Setembro, mas 'e publicado so' hoje, 5 de Novembro.
As minhas desculpas pelo atraso.


---


Em Junho de 2008, ha' mais de 1 ano (sim, continuo atrasada) :), a minha amiga P. telefona-me e pergunta-me se eu gostaria de ir ver as baleias ao Puget Sound. O primo dela tinha ganho dois bilhetes num concurso de radio, mas nao podia ir, e ofereceu-lhe os bilhetes a ela e ela pensou logo que eu era capaz de gostar de ir. Eu respondi que adoraria, nem sabia que se faziam visitas dessas. Sabia que haviam baleias no Puget Sound, mas nao me ocorreu ir ve-las.
'E caso para dizer: nos 'states' tudo acontece!

E la' fomos no's, para um passeio de um dia inteiro, a comecar de madrugada. Tinhamos que estar no porto 'as 8h00 da manha, num local de onde saem os cruzeiros ou visitas de barco (eles tem muitas) no Puget Sound. Foi duro levantar tao cedo, confesso, para ambas, dado que tanto eu quanto ela somos duas leoas :) nada madrugadoras, gostamos de trabalhar pela noite dentro e levantar tarde. O sono atacou-nos varias vezes durante o dia.

Viajar de barco 'e sempre uma surpresa, e nesse ano, a Primavera chegou tarde, estavamos em Junho e so' nessa altura ela comecou a dar o ar da sua graca. Estava bastante frio la' fora.
O barco ia quase cheio e a viagem estava bem organizada. Um guia, com formacao em Biologia e especializacao na fauna e flora da regiao, esteve sempre a bordo explicando o que iamos ver, o que iamos fazer, e a diversidade que podemos encontrar no Puget Sound, desde os leoes marinhos, 'as orcas residentes (que nao comem os leoes marinhos, sao amigas deles), as outras baleias que tambem visitam a regiao e os diferentes tipos de passaros que se podem observar.

16 September, 2009

Thumbprint - Polegar - Cookies :)

[scroll down to read the English version of this post :) ]

------

No outro dia, enquanto almocava o meu Tofu Jambalaya acompanhado de couve Bok-Choy (Chinesa) e Napa (couve Japonesa) salteadas num pouco de alho, gengibre ralado e shoyu (molho de soja), resolvi fazer nova pesquisa internetica sobre sobremesas vegan.
Comecei pelo meu blogue favorito, o Holy Cow!, e clicando neste e depois naquele, cheguei ao Fun & Food Cafe e 'a receita destas cookies. As polegar cookies sao muito populares aqui, mas ainda nao tinha visto a versao vegan destas 'senhoras', isto 'e, sem ovos, sem manteiga de origem animal, sem leite e sem acucar branco (o refinado).
Quando vi este 'post' quase tive um treco! Credooo... tao faceis de fazer!
Foi dificil aguentar o resto do dia no trabalho, a excitacao de antever um inicio de noite a fazer cookies foi dificil de controlar :).
Infelizmente nao tinha tudo 'a mao. Como a vontade de ir ao supermercado era ... zero(!), usei o que la' tinha em casa, substituindo alguns ingredientes e acabei por criar a minha propria receita para estas vegan cookies.

Aqui vos deixo a minha versao - podem chamar-lhe Versao-Daisy-das-Polegar-Cookies :)) adaptada da receita original, feita pela Mansi, para voces experimentarem:




Ingredientes (a minha 1a fornada deu para 22 cookies):

  • 1 cup de farinha de espelta (de preferencia biologica, senao tiverem usem farinha branca sem fermento)
  • 1/2 cup de amendoas moidas (podem moer no 1-2-3 ou num dos acessorios que costuma vir com a varinha magica, ou, comprar ja' moida)
  • 4 oz de Earth Balance Butter (margarina vegetal biologica) (4 oz ~ 113 gr), 'a temperatura ambiente
  • 1/4 cup de acucar de cana (biologico ou rapadura)
  • 1/3 cup de compotas ('a vossa escolha: de pessego, de morango, de framboesa, de mirtilo, de laranja, de alperces, de figo, etc.)

> Ponham o forno a aquecer a 180 graus C (~ 375 graus F). Forrem 2 tabuleiros com papel vegetal e ponham de lado.

> Numa tigela, bater o acucar e a margarina ate' obterem um creme leve e fofo, cerca de 7 a 8 min com uma batedeira electrica.

> Numa outra tigela, misture as amendoas moidas e a farinha, e adicione ao creme anterior.

> Misture cuidadosamente ate' toda a massa estar bem incorporada e formar uma bola.
Ter cuidado para nao bater demasiado, pois pode ficar muito pegajosa. Adicione um pouco mais de farinha se for preciso.

> Leve a massa ao frigorifico por cerca de 30 minutos, para ganhar consistencia e ser mais facil formar as bolachas.

> Com uma colher de cha', tire um pouco da massa e forme uma bola na sua mao. Pressione suavemente o meio desta pequena bola com o polegar, de modo a formar um pequena depressao no centro e coloque no tabuleiro.

> Repita este 'ultimo passo ate' acabar a massa, dispondo as bolachas com 3 cms de distancia umas das outras.

> Leve o tabuleiro ao forno (um de cada vez), por 15 minutos, ate' as bordas das bolachas ou a parte de baixo estarem douradas, e as bolachas terem um aspecto firme.

> Deixe arrefecer completamente, antes de preencher o meio das bolachas com as compotas.


Sugestoes:
alem das compotas, podem preenche-las com mantega de amendoim/avela, ou chocolate derretido num pouco de 'agua ou leite de aveia, que tambem fdeve ficar muito bom!

Para verificar que elas estao mesmo cozidas, eu utilizei o truque de ver a parte de baixo das bolachas, o que levou 15 minutos de forno mais 2 minutos com ele desligado. 'E o suficiente.
Tenham atencao que, a 180 graus C, 15 minutos deve chegar perfeitamente (350 graus F 'e menos que 180 graus C).
Ter o forno pre-aquecido 'e fulcral para o sucesso desta receita. Pelo menos 20 minutos antes de meterem as bolachas no forno!

Agora va' :) tudo para a cozinha fazer estas delicias!
:}**


--------------------------
[ ENGLISH VERSION ]


In the other day, while having my lunch at work, I had this urge to look for, once more, vegan desserts :).
My definition of lunch includes the dessert at the end of it. Vegan, healthy and somewhat sweet (I'm not that kind of person that appreciates very sweet desserts) is more the enough to put a smile of "I'm-completely-satisfied-with-this-meal" or "This-is-the-real-meaning-of-nourishing-my-body!" on my face :).
I've collected a lot of vegan desserts recipes ( from books and bookmarked on a few blogs), but since I know that there are much more out there that I didn't try, it's always exciting to look for new recipes and baking them.
I think that, as I get to know myself more and more, the meaning of cooking is fun and very pleasant experiences! Jut being there, with my apron on, I feel great :)... so, what's on the cooking list for today?
As usual, I started to search in my favorite blog Holy Cow! and from there I reached Fun&Food Cafe blog where I could find these AMAZING thumbprint cookies, by Mansi.

The only tiny, small, little problem was that I didn't have all the ingredients ready to bake them: I rarely use walnuts and I was running out of all-purpose flour, which also I don't use as much.
So, I made my own adjustments, substituting some ingredients, and the result was soft and delicious thumbprint cookies - the 1st try ever and it did come out right! whooo hoooo!!! :) :)

So, here are my changes to Mansi's original Vegan Thumbprint Cookies:




Ingredients:
  • 1 cup of organic spelt flour
  • 1 /2 cup of ground almonds (I grounded them in my food processor and didn't peel them)
  • 4 oz of Earth Balance Vegan Spread (at room temperature)
  • 1/4 cup organic raw cane sugar (or demerara)
  • 1/3 cup of fruit jam
Now, all you have to do is to follow all her steps to make these cookies.

As this was my 1st experience :), I let the cookies in the oven for 2 minutes more and checked their bottom. I took them out when the bottom got the golden color.

This was a huge hit! :)

Next time I'm going to use melted chocolate for the filling, it sounds a great match for them!

:}**

06 September, 2009

O nosso Caldo Verde 'e famoso! :)


Numa das minhas muitas pesquisas interneticas :) sobre vegan food, ou comida vegan, mais propriamente receitas, um estilo muito variado e saudavel e que mais se adequa ao estilo que adoptei, quase desde 2001, embora tenha sido refinado ao longo do tempo, deparo-me com receitas surpreendentes, deliciosas e muito faceis de fazer.

O que eu nao estava nada 'a espera era de ver o nosso Caldo Verde entre essas receitas!!
Nao, nao estou a brincar, 'e mesmo verdade!! :)

What the hell does a vegan eat? (o que raio um vegan come?) tem um 'post' sobre caldo verde no seu blogue, receita testada para o proximo livro da Isa Chandra Moskowitz, autora de livros de cozinha vegan, que sao um sucesso ABSOLUTO na comunidade vegetariana/vegan, e dois dos quais ja' fazem parte da minha coleccao :). Sao exemplo:
  • Vegan With A Vengeance
  • Vegan Cupcakes Take Over the World
  • Veganomicon
  • Vegan Brunch (Breakfast + Lunch = pequeno-almoco tardio, mais propriamente acordar 'a hora do almoco)
  • Vegan Cookies
Os 2 primeiros, que estao sempre em cima do balcao da minha cozinha,ja' me proporcionaram momentos de "chorar por mais" ou "raios, isto 'e mesmo bom!" :)

E ainda em estado de surpresa total por ver uma receita Portuguesa mencionada neste blogue, decidi ir visitar um outro blogue que sigo, o Seitan Is My Motor e o que encontro la'?
Varios 'posts' sobre a visita desta rapariga Alema 'a cidade de Lisboa, que adorou, e uma tentativa de reproduzir o nosso Caldo Verde. De louvar neste blogue sao os detalhes dos ingredientes e dos nomes das ruas e locais visitados por ela. Estao em Ingles, mas ficam aqui os links para lerem:


Da minha parte, Caldo Verde ainda nao fez parte da lista longa de sopas que tenho feito desde que cheguei aqui (e faco sopa todas as semanas!), mas no outro dia comprei um "kale" biologico ('e uma especie de couve de folha verde escura, que mais se assemelha 'a nossa couve Portuguesa) e cozinhei-o uns minutos para o tornar um pouco mais tenro (mas nao perder os seus tao-necessarios-nutrientes) numa frigideira, juntamente com um pouco de broculos e servi-os com molho de manteiga de amendoa (a receita original chamava por manteiga de amendoim e tambem 'e igualmente delicioso!) e enquanto o 'kale' cozinhava, a sua frangancia espalhou-se pela cozinha (esta 'e a melhor parte de cozinhar!) e so' me cheirava a Caldo Verde! :)
Encontrei a couve certa!whoo hoooo!


Bons cozinhados!
bjos :}**

04 September, 2009

Love Actually.... Faz bem 'a saude!

Voces nao vao acreditar nisto, mas, por incrivel que pareca :), a musica principal da historia entre o escritor Ingles (Colin Firth) e a empregada Portuguesa (Lucia Moniz) no filme Love Actually, faz bem 'a saude!!!
A serio!! :)

E nao sou so' eu que digo - eu tenho vindo a dizer, desde que vi este filme pela 1a vez, que 'e um must-see, ou seja, que o filme 'e mesmo bom, que todos deveriamos ver! - esta semana, na newsletter do website que sigo, do medico Dr. Ben Kim, ele escreve sobre isso, dizendo que, em especial, esta musica, 'e boa para a nossa saude! :))

E qual 'e a musica? by Craig Armstrong, cliquem aqui, vai directo ao artigo dele e la' tem 2 videos do Youtube com a musica, 'e so' clicarem. (it's all about the click! hehehehehe).

Dentro de breves momentos segue outro 'post' com mais conteudo Portugues divulgado noutros lados ;)

Um beijo trovejante! :}**

03 September, 2009

Um pouco sobre as ferias - parte III

'Ultima parte dos artigos sobre as ferias :).
Para lerem as outras cliquem na parte I e parte II.

Este 'e mais para lembrar os pontos altos, historicos, memoraveis, estranhos, esquisitos, improvaveis, "nao-acredito-que comi-isto!" e afins! e para colocar, finalmente, o slide-show das fotos das ferias, que, por grande competencia dos engos que fizeram o Picasa (onde tenho os albuns) faz.

Slide-show destas ferias:



Pontos a recordar:


-> primeira manicure & pedicure da minha vida! aos 31 anos!
Inesquescivel! :) :) :) pintei as unhas-dos-pes de fuschia!
Teve dedo da D. Luci, pois esta' claro, se nao fosse a insistencia maternal nao teria la' ido.
Acho que depois dos 30, as mulheres tem que se arranjar mais... 'e o que anda no ar ;).

-> o que 'e que fiz assim que aterrei?
exacto! fui cortar o cabelo :) acho que posso escrever que ja' 'e uma tradicao.

-> O que 'e que comi quase todos os dias ao pequeno-almoco?

Pastel-de-nata!
'E verdade! pura bomba atomica acucarada, eu que nao metia acucar branco no meu organismo ha' mais de 1 ano, nao consegui resistir :) 'a pressao parental heheheheheh
"Oh filha, esta's tao magrinha... a nossa Xanita esta' tao magrinha, tao palida! filha, precisas de umas calorias para te animar! para dar cor a essas bochechas!" - "Oh mae, nao preciso nada, estou bem!" - mas os pais tem um filtro apertadisssimo quando no's falamos de um ponto de vista que nao 'e o deles... logo, nao me ouviram ;)
Olhem, resumindo: com canela, souberam-me divinalmente!
Ate' cheguei a dizer: "Aaahhh... so' tenho direito a um desta vez?" hehehehehehehhe

-> Chocapic!
eu nao podia comer pasteis-de-nata sem dar algo verdadeiramente nutritivo ao meu organismo (sim, cuidar de no's significa dar ao organismo o que ele realmente precisa e nao o que a boca gosta, sao coisas bem diferentes!), logo pareceu-me bem comer um trigo integral achocolatado com leite de aveia.
Foi um sucesso tao grande, que ao fim de uns dias o meu pai, um homem de 60 anos, ja' dizia "O que? nao temos chocapic para o pequeno-almoco?" :) :) :)

-> Alimentacao Desintoxicante.
Este livro da Conceicao Trucom 'e um sucesso la' em casa e um sucesso nas casas de quase todo o circulo de amigos dos meus pais.
Desta vez, pude experimentar os sumos desintoxicantes (para limpar o organismo) que os meus pais tomam ao pequeno-almoco ou ao lanche (depois de o corpo estar umas boas horas sem comer nada).
O de beterraba, com maca e hortela 'e de chorar por mais! l-i-t-e-r-a-l-m-e-n-t-e!
E a espuma que fica ao de cima, logo depois de sair da maquina de sumos (que trabalha incansavelmente e que 'e a melhor amiga da minha mae!) 'e um espectaculo! Os meus copos ficaram limpinhos! ;)

-> tomei banho de mar uma 'unica vez porque.... a 'agua estava "bloody cold", ou seja, muito fria! e so' tomei com muita insistencia do Jon, que me arrastou para dentro de 'agua, ao mesmo tempo que dizia "Susana, this is not cold!" e me tentava contaminar com a excitacao de um mergulho iminente! :)

-> Mariscada!
Ferias, nao sao ferias, sem uma bela de uma mariscada! com direito a rose' e tudo!

-> O nosso pao.... nao ha' igual em lado nenhum!
crunchy, crunchy... estaladico, estaladico e quentinho, logo de manha, na padaria da terra!
isto sim, sao ferias!


Inte'! }**