09 July, 2011

The Hills are Alive ... :)

[Fotos? no fim de toda a escrita! :)]


Quem me conhece sabe que sou uma FÃ incondicional deste filme, já o vi CENTENAS de vezes e continuo a vê-lo com o mesmo entusiasmo. Tenho a banda sonora do filme e ultimamente tenho cantado e cantado, alto e bom som, algumas das músicas que simplesmente ADORO!

Mas... oh Susana, o que é que te deu para escreveres sobre o filme Música no Coração (The Sound of Music)?
É que, por causa do filme, eu nutro uma enorme vontade de conhecer a Aústria e em Abril deste ano, por motivos profissionais, eu ESTIVE na Aústria!! Foi um evento e tanto e é isso que vos quero contar! ;)

Todos os anos acontece uma mega conferência na área das Geociências: Atmosfera, Oceano e Geofísica. Costumava ser em Nice, França, mas devido à quantidade crescente de participantes, nos últimos anos esta conferência tem tido lugar em Viena, Aústria. Em geral, como são conferências muito grandes eu não ligo muito, mas este ano foi diferente: havia uma sessão de trabalhos que englobava o meu tema: convecção e nuvens, e quando eu vi o programa, fiquei mesmo entusiasmada! A esta, eu VOU!
Foram quase 11000 partcipantes e estiverem representados 96 países!

02 July, 2011

Ausências


Se olharem para o Cantinho das Histórias, na coluna do lado direito, vão facilmente verificar que não tenho escrito quase nada aqui no blogue. 
Tenho estado muito ausente, o que não é um comportamento normal, visto que tenho sempre algo para escrever, para contar, para partilhar, para divulgar.
Escrever sobre o motivo que me mantém ausente não é fácil, porque é delicado e porque teve/tem repercussões na minha vida até hoje.
É impressionante como de repente TUDO muda, a vida ou como eu costumo dizer O Pai, nos dá uma prova que abana (e às vezes destrói) todos os alicerces sobre os quais construímos as nossas vidas. Mas, não é por acaso, nada acontece ou existe por acaso, e se estas situações acontecem nas nossas vidas é porque precisamos delas, e elas, muitas vezes sem nós sabermos ou nos darmos conta, nos ajudam a subir mais um degrau na nossa evolução espiritual e estarmos mais próximos d'Ele.

Em 2009, ainda em Seattle nessa altura, uma conversa telefónica com a minha família trouxe-me um dos maiores choques emocionais de toda a minha vida, 32 anos de vida - até fez com que os meus desencontros/desilusões afectivas parecessem um grão de areia: a esposa de um casal amigo, da mesma idade que eu, com 2 filhas pequenas (na altura 4 anos e menos de 1 ano de idade, respectivamente), tinha feito uma dupla mastectomia em virtude de um cancro de mama maligno, e estava a fazer tratamentos agressivos de quimioterapia, porque naquela altura os médicos suspeitavam de metásteses nos pulmões.