02 November, 2011

Maionese de Caju



[e começou a contagem descrescente para os últimos artigos do blogue]


Já cá em Portugal e sentindo ainda a falta de certos molhos já preparados, vegetarianos ou vegan, biológicos, que facilmente se encontravam nas prateleiras de um qualquer supermercado em Seattle, havia um em especial cuja a falta começou a ser intensamente sentida. As versões que já tinha experimentado cá, antes de sair para os EUA, não eram nada por aí além, por isso ir comprar uma embalagem de maionese vegan não era o que mais me apetecia.
Meti mãos à obra e tomei uma boa dose de paciência e consultei o Oráculo (Google) para ver o que ele me tinha para mostrar em relação a receitas de maionese vegan, algo que fosse diferente e saborosa. E como o Oráculo tudo sabe ;), basta escrevermos as palavrinhas mágicas, uma pesquisa rápida levou-me ao encontro desta receita: Cashew Mayonnaise, do website Vegweb.com, que tem milhares de receitas para todos os gostos vegetarianos, vale pena guardar nos Bookmarks :).

Esta maionese é Absolutamente ES-PEC-TA-CU-LAR!! 
Deliciosa, muito saborosa, e é feita mesmo muitas vezes cá em casa. Super versátil, Adoramos comê-la só com pão levemente torrado e como é feita de amêndoa caju é muito nutritiva e saudável!

Como sou alérgica ao limão, e o meu liquidificador na altura não era grande coisa, tive que adaptar a receita, e a receita final adaptada ao meu gosto é esta:


Maionese Crua de Amêndoa Caju (ver NOTAS):

1/2 a 1 xícara (cup) de amêndoa caju demolhada (4h é o suficiente para a amêndoa germinar)
1/3 xícara (cup) de água filtrada (mal cheia de utilizarmos 1/2 xícara de caju)
3 a 4 dentes de alho (não muito grandes)
2 Tablespoon (5 ml) de vinagre de arroz (original: sumo de limão)
2 Tablespoon (5 ml) de nectar de Agave
pitada de sal
pitada de pimenta de Caiena
pitada de noz-moscada (que adoro!)
uma mão cheia de 1 manjericão (ou salsa ou coentros)
azeite extra virgem biológico q.b.

Bata os primeiros 8 ingredientes num liquidificador até obter um creme bem cremoso.
Junte o azeite a pouco e pouco, com o liquidificador a funcionar e vá batendo até o sabor do alho se suavizar e ficar ao seu gosto.
Junte o manjericão e bata novamente até o creme adquirir o tom verde e o manjericão estiver todo picadinho.
Sirva com e onde quiser!


NOTAS:

- a minha 1ª tentativa foi com o picador da varinha mágica, que já é bastante antigo e não resultou, é mesmo necessário lâminas mais afiadas e um motor mais potente para a amêndoa caju ficar bem cremosa.
- se estiverem com pressa, demolhem as amêndoas em água quente por 15 min, acho que também resulta, embora nunca o tenha feito.
- dura um bom tempo no frigorífico.
- as amêndoas caju são caras, por isso, um dos comentários à receita original referia que com sementes de girassol era capaz de resultar também. Ainda não experimentei, mas sigam a mesma receita, demolhando as sementes de girassol um pouco mais, talvez umas 8h a 12h. O demolhar faz com que elas germinem e ao geminarem ficam carregadinhas de nutrientes e minerais que o nosso organismo tanto precisa.


Boas experiências!

Até ao próximo. :)

Um beijo :}**

No comments: