02 November, 2011

Trouxinhas à Indiana :)


Algo se comemorava cá em casa, mas que agora não estou a conseguir lembrar-me de exactamente o quê... quando recebi por email mais um boletim do Centro Vegetariano cujo conteúdo trazia esta receita da Ana S. cujo título original é Empadinhas de Beringela e Curgete com Caril.

Eu ADORO empadinhas e por acaso até havia uma beringela no frigorífico à espera de ser introduzida numa receita inovadora que eu ainda não tivesse experimentado (a esta altura do campeonato ainda não tinha comido fatias de beringela grelhadas - meus senhores - não há palavras para descrever, uma D-E-L-Í-C-I-A!!!), por isso meti mãos à obra e segui a receita passo-a-passo.

Como de costume não tinha todos os ingredientes, a farinha de centeio não havia, mas tinha centeio em grão que moí no moínho electrónico de café e voilá, já tinha a farinha. Também não tinha o tabuleiro para os queques, mas a minha mãe tinha formas de queques individuais muito antigas - utilizei essas mesmo.
O único senão foi mesmo o forno! :((, algo se passa com o forno cá de casa, tenho cá para mim a teoria de que este forno tem, não uma, mas várias costelas Alentejanas, porque é "lento como o raio", caramba, cheguei a ficar desesperada com o tempo que ele demorou a tornar douradinhas as 1as trouxinhas que coloquei dentro dele! foi quase 1h!!! inacreditável!
Como o recheio cheirava tão bem, todos me apoiaram para continuar, e fiz todas as trouxinhas nesse dia (aumentando ligeiramente a temperatura do forno), embora, claro está, não conseguissem ser as entradas do almoço, mas foram sim o elemento principal do lanche :))), e sem qualquer referência à definição de estado "douradinho", elas ficaram MESMO MUITO BOAS!!!
O dia a seguir não chegou a ver uma única.



Para vos abrir o apetite e impulsionar-vos para a cozinha ;-).
Bons cozinhados!


Um beijo :}**

No comments: